Relato de paciente: Blefaroplastia

Helen Rumjanek nasceu na Escócia, mas já mora no Brasil há mais de 30 anos. Ela sempre teve muito receio de fazer qualquer cirurgia plástica, ainda mais em uma região tão sensível quanto a dos olhos.

No entanto, o peso das pálpebras já estava prejudicando o seu sistema visual. Ela chegava cansada ao fim do dia.

VEJA TAMBÉM: Homens também buscam por blefaroplastia

Até que Helen encontrou a COE-Rio e sentiu segurança para fazer uma blefaroplastia (cirurgia de pálpebras) com a Dra. Stela Roque. Hoje, ela é uma pessoa mais leve e mais confiante. Confira a conversa que tivemos com ela:

Qual foi exatamente o procedimento que você fez?

Eu fiz a cirurgia das pálpebras, a de cima e a de baixo. Foi realmente a primeira cirurgia plástica.

Como você estava se sentindo antes da cirurgia?

As minhas pálpebras estavam ficando cada vez mais caídas. Estavam pesando muito. Tem o lado estético também, estava muito feio.

Tá feliz com o resultado?

Ficou maravilhoso. Amigos, famílias e outras pessoas também comentaram que ficou super bom. Então, estou super contente. Comecei a trabalhar.

Eu também fiquei mais confiante. Aumentou a minha autoestima. Maquiagem, por exemplo, eu não usava mais. Mas não usava porque eu não enxergava mais os meus cílios para passar rímel. Hoje, eu voltei a usar maquiagem.

Por que escolheu um oftalmologista para fazer a blefaroplastia?

Eu não quis fazer com um cirurgião plástico. Eu tinha medo de ter aquele olhar meio “assustada”, “esticada”. Eu estava atrás de um cirurgião que fosse oftalmologista. Aí, quando eu encontrei a doutora Stella, eu achei que era mais compatível com o que eu queria.

O que você queria?

Eu queria uma coisa assim, mais natural. Outra razão (de optar por um oftalmologista) era porque eu tinha medo desse ressecamento dos olhos que a gente tem com mais idade. E o oftalmo, ele vai olhar todos os lados da cirurgia. Posso falar isso porque inclui o cuidado dos olhos.

Então, não é só o lado estético. Eu me sinto bem mais leve na parte das pálpebras, porque ele estava pesando muito. Hoje, sinto os meus olhos funcionando melhor e não tão cansados como eu estava sentindo no fim de todo dia.