Como ajudar um deficiente visual na rua: 9 dicas práticas

Por Dra. Patrícia Chianello

Você sabe como ajudar uma pessoa com deficiência visual (DV) a se locomover pela rua?

O COE-Rio, através do Núcleo Integrado em Baixa Visão, preparou algumas orientações essenciais para garantir a segurança e o conforto de quem precisa de auxílio. Confira abaixo as dicas e faça a diferença!

1. Abordagem inicial

Aproxime-se da pessoa com deficiência visual pelo lado oposto ao uso da bengala. Sempre ofereça ajuda de forma verbal, sem tocar na pessoa inicialmente.

2. Comunicação clara

Verbalize a sua oferta de ajuda. Pergunte se a pessoa necessita de auxílio e ouça atentamente as suas respostas antes de tomar qualquer atitude.

3. Aceitação da ajuda

Se a pessoa aceitar sua ajuda, posicione-se um passo à frente dela. Isso facilita a orientação e o acompanhamento.

4. Guia pelo contato

Permita que a pessoa com deficiência visual toque em você. Ela pode segurar seu punho, cotovelo ou ombro, conforme for mais confortável e seguro para ela.

5. Identificação de obstáculos

Enquanto caminham, informe verbalmente sobre os obstáculos no caminho, como:

  • Piso desnivelado
  • Buracos
  • Pedras portuguesas
  • Mudança de piso
  • Vasos de plantas
  • Árvores
  • Postes
  • Rampas ou degraus (descendo ou subindo)
  • Meio-fio

6. Desvio de obstáculos

Desvie de obstáculos móveis ou estáticos, como:

  • Pessoas
  • Barras
  • Cadeiras

Lembre-se que a pessoa com deficiência visual seguirá o movimento do seu corpo, por isso, faça movimentos suaves e claro.

7. Segurança ao atravessar a rua

Sempre atravesse na faixa de pedestres e com o sinal aberto para os pedestres. Nunca atravesse entre carros parados ou fora da faixa.

8. Foco na atenção

Não use o celular enquanto estiver guiando uma pessoa com deficiência visual. A sua atenção deve estar totalmente dedicada à segurança da pessoa que está sendo auxiliada.

Ou seja…

Ajudar uma pessoa com deficiência visual requer atenção, respeito e comunicação clara. Seguindo essas dicas do COE-Rio, você pode contribuir para um ambiente mais seguro e inclusivo. Compartilhe essas orientações e ajude a disseminar práticas corretas de auxílio!

Para mais informações e dicas, continue acompanhando nosso blog. Juntos, podemos fazer a diferença!

Dra. Patricia Chianello é Ortoptista e Instrutora de Orientação e Mobilidade